: Promover mais acessos à educação: uma urgência do nosso país
TELEFONE: (11) 3895-4716
Instituto

No Brasil hoje temos um cenário que demonstra grande descaso com a educação. Atualmente existem cerca de 11 milhões de analfabetos, como aponta a última edição da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), realizada em 2019. Entre as pessoas pretas ou pardas (8,9%), a taxa de analfabetismo foi mais que o dobro da observada entre as pessoas brancas (3,6%). É devido à vontade de mudar essa realidade que organizações que atuam com educação em São Paulo (SP) ganham cada vez mais notoriedade.

Ainda de acordo com a pesquisa, a proporção de pessoas de 25 anos ou mais que terminaram a educação básica obrigatória, ou seja, possuem, ao menos, o ensino médio, é de 48,8%, 27,4% tem o ensino médio completo ou equivalente e apenas 17,4%, o superior completo. Além disso, atualmente, mais de 54% das crianças com oito anos de idade não sabem ler adequadamente.

Esses dados demonstram que a educação brasileira, infelizmente, não é para todos. Mesmo sendo um direito de qualquer cidadão, muitas crianças e jovens acabam não tendo a oportunidade de estudar, reprovam e perdem o interesse na própria educação, devido a um sistema falho que não consegue oferecer o básico nem para os próprios educadores. 

A pandemia e o cenário da educação em São Paulo
Apesar de algumas ações do poder público, a pandemia acentuou o déficit educacional em todo o país. Pela falta de recursos, apenas 25% dos estudantes da rede pública do estado conseguiram acessar aulas online.
Nesse sentido, Maria Izabel, a presidente da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) afirmou ao portal R7:
“O direito à Educação, sem oportunidades iguais, levará à disparidade educacional. Estudantes que de alguma maneira conseguiram acesso às tecnologias de informação e comunicação avançarão mais e melhor que os outros que não puderam."

Além disso, um levantamento feito pela Secretaria Estadual da Educação de São Paulo (Seduc-SP) realizado em 2021, demonstrou que estudantes do 5º ano do ensino fundamental apresentaram os piores índices de queda na aprendizagem, na comparação com dados de 2019:

Para que esses alunos recuperem a aprendizagem perdida e alcancem o mesmo patamar de 2019, os pesquisadores estimam que serão necessários 3 anos para português e 11 para matemática.
Se a situação geral do ensino passa por sérias dificuldades, imagine para as crianças e adolescentes, famílias, professores e escolas que não possuem recursos.
Por isso, muitas Organizações da Sociedade Civil (OSC) têm um papel fundamental em preencher essa lacuna social, tendo como intuito principal fomentar a educação nacionalmente ou localmente para pessoas que não tem oportunidade.
Diante de tantos desafios e índices preocupantes, é necessário lutarmos diariamente por essa causa. A seguir, compartilharemos um pouco da nossa atuação em São Paulo, e posteriormente, apresentaremos outras instituições que estão unidas para melhorar a qualidade do ensino e promover melhores oportunidades para crianças e jovens menos favorecidos.

A atuação do Instituto Energia do Saber
Nós do Instituto Energia do Saber, atuamos em prol do desenvolvimento de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, por meio da educação, cultura, empreendedorismo e esporte.
Hoje, nossa principal iniciativa está relacionada aos programas de educação oferecidos por meio do Colégio Plenitude, localizado na Vila Nhocuné, Zona Leste de São Paulo. Trata-se de uma comunidade, de alta e muito alta vulnerabilidade segundo o Índice Paulista de Vulnerabilidade Social de 2015 (Fundação Seade).
Atualmente, 223 crianças e adolescentes, vivenciam uma metodologia de educação diferenciada, com os olhos atentos para o mundo. Proporcionamos, assim, além de aulas, atividades inclusivas que fazem diferenças práticas na vida dos nossos alunos e alunas.

Nosso impacto em 2020

Veja mais informações sobre a nossa atuação aqui. 

Além da nossa iniciativa, em São Paulo há muitas organizações que também atuam para melhorar os índices da educação, como a Vida Jovem (educação complementar e capacitação profissional); Parceiros da Educação (formação integral dos estudantes das escolas públicas); CEAP (cursos gratuitos complementares para jovens); Escola Alef Peretz (escola comunitária e judaica em Paraisópolis) e Fundação Bradesco (cursos gratuitos e online para crianças e jovens).

Você acredita no poder de transformação da educação? 
Escolha a melhor opção para doar e contribua com a missão do Instituto Energia do Saber

Invista em um futuro -  Apadrinhe uma criança  

Faça uma doação pontual de qualquer valor

É pessoa jurídica? Sua empresa pode dar uma oportunidade para nossos jovens, entre em contato! 

Compartilhe seu tempo e habilidades em ações  do instituto

Quer saber mais? Entre em contato diretamente conosco pelo telefone  (11) 3895-4716, Whatsapp do IES (11) 93494-4889 ou e-mail: contato@institutoenergiadosaber.org.br.

E não esqueça de seguir nossos perfis nas redes sociais, que mantemos atualizados com as últimas novidades! Acompanhe nosso Instagram, Facebook e Linkedin.